Foi preciso me afastar - Raelogia

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Foi preciso me afastar


É que de uns tempos pra cá eu ando precisando de espaço. Não me leve a mal, mas é que talvez seja melhor eu estar só no momento. Acontece que a vida nos faz acomodar depois de tanto tentar, o que nos leva a permanecer no mesmo lugar, com as mesmas aflições e com aquele cansaço incomum e sem qualquer motivação para dar início a uma nova leitura, ou alguma atividade interessante. Certas coisas já não me inspiram mais, e outras já nem me fazem transbordar de gosto como antes. E entre essas vindas e idas da vida eu acabei me paralisando, sem saber para onde ir, um pouco confuso.

Comecei a me afastar um pouco disto, um pouco daquilo, e bem, cá eu estou isolado no quarto pensando no que fazer. De qualquer forma, acho que eu posso aprender com isto. Então, não se preocupe - eu estou bem, mesmo não estando. Ás vezes é preciso desviar o olhar do mundo para nos darmos conta de quem realmente somos, porque se levarmos em conta, ninguém se importa com ninguém. Passei a crer que a única coisa no qual podemos sentir pelo o próximo é compaixão e compreensão.

E de uns tempos pra cá, eu confiei em quem não deveria, sorri demais para quem não merecia, conheci pessoas que foram gentis - só até o momento de eu precisar delas e elas se tornarem invisíveis - me preocupei demais com quem já estava bem, me entreguei demais e permiti com que o mundo tivesse o controle sobre os meus sentimentos, e vergonhosamente, me tornei alegria de muita gente, mas não encontrava a minha própria. Algo estava errado, não sei.

Então está na hora de mudar o enredo dessa história. Focar em mim, beber um pouco, terminar de ler algum livro em poucas horas, respirar o ar puro e me livrar das tensões. Eu preciso me desprender das más lembranças e fazer o que eu devo fazer.

Só estou em reabilitação, em busca de me redescobrir. Aprendendo a lidar com este temporal bipolar, olhando pela janela do quarto o sol brincando de esconde-esconde com a chuva, enquanto eu me distraio com as gotas e os feixes de luz.
-
Fotografia: Natasha Ferrari

4 comentários:

  1. Seu texto é bastante reflexivo e motivador. Pude observar que você ainda tem 17 anos e pelo que você relatou em seu texto, passou por várias decepções. Um conselho: a vida vai se encarregar de lhe apresentar pessoas incríveis e que vão te valorizar! E sim, todos nós, às vezes, precisamos do nosso espaço para refletir quem vale a pena manter em nossas vidas... Belo texto! Beijos ;*
    http://www.ladystronger.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávia.
      Obrigada pelo o comentário e seu conselho, mesmo.
      Um beijo! ♥

      Excluir
  2. Eu também gosto de ficar sozinha as vezes, acho importante pararmos um pouco e pensar na vida.
    Nessas horas, gosto de dar uma conversada com Deus, abrir mesmo o coração, pq na verdade, verdadeira, nunca estamos só, Ele está sempre lá e com Ele não existem segredos.
    As pessoas nos decepcionam mesmo, é normal! Somos todos assim, nós já decepcionamos outras pessoas também...
    Beijinhos,
    Sabrine Varolo.
    Blog Entre Garotas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sabrine.
      Adoro conversar com ele também, um amorzão. Ao menos temos ele por perto, e sabe, acho que só isto importa também.
      Obrigada pelo comentário.
      Um beijo! ♥

      Excluir